Trekking Los Pinguinos


Petropolis X teresopolis

— Dificuldade : Alta.

— Duração : 1 ou 2 noites.

— Melhor época : Outono, inverno ou primavera.

 

A Travessia Petrópolis X Teresópolis é considerada por muitos como a travessia mais bonita do Brasil.

O percurso de aproximadamente 30 km pode ser divididos em dois ou três dias de caminhada. A maioria dos grupos prefere fazer no sentido Petrópolis – Teresópolis pelo fato de se caminhar de frente para as montanhas.

É uma trilha de nível médio, podendo ser considerada até alto dependendo das condições das condições climáticas.

PARQUE NACIONAL DA SERRA DOS ÓRGÃOS – PARNASO
Foi criado em 30 de novembro de 1939, sendo o terceiro parque mais antigo do Brasil. Abrange os municípios de Teresópolis, Petrópolis, Magé e Guapimirim. Além de ser palco da travessia, o Parnaso oferece diversas outras opções de lazer como piscinas naturais, cachoeiras e trilhas mais curtas.
A região é linda e oferece tranqüilidade e segurança aos visitantes. O parque está estruturado com portarias, seguranças, brigada de incêndio e funcionários nos abrigos. A Sede de Petrópolis é bem pequena e conta apenas com a estrutura de controle de entrada e banheiros. Já a Sede de Teresópolis é enorme, com muita infra-estrutura, restaurantes, lanchonetes e lojas.

RESUMO:

  • PRIMEIRO DIA: SEDE PETRÓPOLIS X CASTELOS DO AÇU

– Distância Aproximada: 12 km (c/ trilha da cachoeira véu da noiva)
– Elevação Máxima 2.163 m
– Acampamento: Castelos do Açu
– Tempo estimado: 6 horas

  • A portaria do parque fica a cerca de 1.100 metros de altitude e os Castelos do Açu a 2.245 metros. São cerca de 6 horas de caminhada para vencer o percurso.

  • Destaque para o pôr-do-sol no topo dos Castelos do Açu.

SEGUNDO DIA: CASTELOS DO AÇU X PEDRA DO SINO
– Distância Aproximada: 10 km
– Elevação Máxima 2.275 m
– Acampamento: Pedra do Sino
– Tempo estimado: 8 horas

  • São cerca de 10 quilômetros e 8 horas de caminhada em um percurso muito técnico, no alto da montanha, em uma altitude média de 2000 metros, com muitas subidas e descidas fortes. Em duas delas são cerca de 700 metros de desnível. O “elevador”, o “vale da morte” e o “cavalinho” são os momentos mais técnicos.

  • A maior parte da caminhada é realizada pelos campos de altitude, vegetação de pequeno porte. Após cerca de 30 minutos chega-se ao Morro do Marco, onde é possível pegar uma variante da trilha e conhecer os Portais de Hércules, um mirante na beira das vertentes mais inclinadas da Serra dos Órgãos, com bela visão do vale da Morte.

  • Alguns dos pontos de destaque do segundo dia são o morro do Marco (2.200 m), Luva (2.100 m), dinossauro (2.200 m), vale das Antas e Pedra do Sino (2.263 m) – ponto mais alto da Serra dos Órgãos. após o segundo dia da travessia.

TERCEIRO DIA: PEDRA DO SINO X SEDE TERESÓPOLIS
– Distância Aproximado : 11 km
– Elevação Máxima 2.189 m
– Acampamento: Pedra do Sino
– Tempo estimado: 4 horas

  • Nascer do Sol visto da Pedra do Sino.

  • São cerca de 11 quilômetros de descida até a Sede de Teresópolis, com cerca de 1400 metros de desnível, média de 4 horas. A descida é relativamente suave na maior parte do percurso, com algumas belas vistas para o município de Teresópolis e do Parque Estadual dos Três Picos.

  • DICAS IMPORTANTES

  • É importante estar com o condicionamento físico em dia, a superação é mais psicológica do que física.

  • Carregue o menor peso possível. Uma mochila de 40 litros é ideal e suficiente para a travessia. Só leve o essencial. Uma mochila pesada vai ser um adversário a mais.

  • Bastão de caminhada. Eles auxiliam na caminhada, protegem as articulações e servem de apoio nos locais de terreno acidentado.

  • Invista em equipamentos próprios para Travessias. Botas, meias, segunda pele, jaqueta corta vento, gorro e luvas vão fazer a diferença no seu desempenho.

  • Leve apenas dois recipientes de 500 ml de água. Durante a trilha existem vários pontos de coleta. A água é potável mas pode e deve-se usar purificadores de água como “Clorin” por precaução.

 REGRAS DO PARNASO

  •  É proibido andar fora das trilhas, varar mato e utilizar atalhos.

  • Nas áreas destinadas ao acampamento e abrigo deve ser respeitado o horário de silêncio entre 22h e 6h.

  • Leve todo seu lixo de volta. Não há locais para descarte de lixo durante a travessia. Todo lixo produzido deve ser levado para fora do parque.

  • Só é permitido acampar nos arredores dos Abrigos.

  • É necessário preencher o Termo de Conhecimento de Risco, assinado por um responsável, indicando número de telefone para contato de emergência.

  • É proibido o porte de garrafas de vidro e bebidas alcoólicas na área do parque.

  • É proibido fazer fogueiras. Refeições devem ser preparadas em fogareiros ou na cozinha dos abrigos.

  • Em caso de acidente provocado por conduta inadequada do visitante, os custos da operação de resgate deverão ser restituídos.

Dicas de como caminhar em dias quente, dicas de hidratação e também como arrumar sua mochila!

 

Nós somos grandes conhecedores das trilhas e escaladas desta região, todos os nossos passeios e aventuras são direcionados e moldados a cada cliente, atendemos todas as suas necessidades e contamos com uma equipe preparadíssima em ambientes de montanhas quer sejam trilhas, escaladas ou montanhismo.  

A parte técnica da escalada fica por conta dos nossos guias, todos profissionais e instrutores certificados pela AGUIPERJ  (Associação de guias e instrutores profissionais do Rio de Janeiro) e no caso internacional seguimos todas a normas e recomendações da UIAA. Nossos guias possuem também as certificações das entidades competentes nos países onde nos aventuramos.

Temos carinho pelo que fazemos e assumimos o compromisso de fazer todos os nossos clientes voltarem felizes no final do dia! 

 

Fechar Menu
EnglishPortugueseSpanish
error: Content is protected !!
WhatsApp Fale agora conosco!
Close Panel